quarta-feira, 17 de março de 2010

Recadinho

Menina de cangote a me chamar.
Menina mais que menina.
Mulher de todas as estações.
Rima dos meus poemas,
ritmo das minhas canções,
dona das fotos que mais guardo,
do sorriso que mais lembro,
do sentimento que mais sinto.
Branca pele,
negras madeixas,
ondas do mar em si.
São teus todos os meus sorrisos
e todas as minhas dúvidas.
Pegue meu perfume,
pegue minha poesia,
um pouco dos meus sonhos
e cante para mim,
na linguagem do amor.
Ah... outrora.
Relógios em descompasso.
Tempos loucos, desiguais, imortais.
Menina, menina...
cuidado com seu olhar,
não brinque assim comigo,
porque quando eu voltar,
vai ser pra te amar até o fim.
Menina, menina...

2 comentários:

Patty Chaves disse...

uuuuuiiiiii lindo demais!!!! adorei!!! Bjooo

Lu Rosário disse...

Parece canção...